quarta-feira, 25 de setembro de 2013

O CAMPEÃO VOLTOU

Foram 4825 dias de espera. Se os pessimistas juravam que a seca de títulos do Internacional de Lages ia durar para sempre, ontem, uma cidade inteira pôde provar que até a eternidade tem fim.

O Inter conquistou nesta terça-feira o turno da terceira divisão do estadual. Ainda não é o título que a torcida espera - o da divisão de acesso, que, se vier, tirará o clube de vez da antessala do inferno, a terceira divisão do Catarinense. Mas, para um clube há muito ameaçado pela inexistência, a alegria de sua torcida não respeita gradações.

Antes da conquista de ontem, os colorados lageanos não celebravam um título desde 9 de julho de 2000. Naquela data, sob chuva, mas mais de 10 mil torcedores empurraram seu time do coração de volta para a elite do estadual. Com um gol de falta do artilheiro Kuki (o jogador que mais fez gols pelo Inter em um único campeonato nos 64 anos do clube), os colorados empataram por 1 a 1 com o Joaçaba e ascenderam pela última vez para a elite.

A conquista de 2000, ao contrário da de ontem, deu ao Inter o direito de subir de divisão. Há, portanto, pesos diferentes entre elas. Mas a desta terça-feira tem a simbologia de ser mais um marco zero no processo de reorganização do clube, iniciado com a eleição do ídolo José Carlos Susin, o Zezé, e seu grupo para a direção do Inter, em dezembro de 2012.

Os incrédulos ainda se beliscam para saber se o que ocorre é verdade. Os pessimistas e os agourentos seguem a ruminar suas maledicências. E os supersticiosos procuram sinais dos céus nas entrelinhas.

Horas antes da decisão desta terça, uma breve mensagem em uma rede social ligou o alerta. Boa sorte nessa decisão. Grande abraço, Kuki, escreveu o ex-artilheiro colorado. Para alguns, foi o presságio da conquista de ontem. Para outros tantos, foi o presságio de conquistas - tendo a de ontem sido apenas a primeira. Que os supersticiosos digam amém.  

FONTE: http://www.interdelages.com.br/index.php#
FOTO: BLOG DO BIGUÁ.